Volta as aulas e voltam as mochilas

Resolvemos falar desse assunto pois as aulas já estão voltando

Com a volta às aulas, a preocupação aumenta e os pais se perguntam qual é o peso ideal para a mochila dos filhos.

O uso contínuo de mochila pesada pode levar à dor, desvio de postura e até doenças mais sérias na coluna?

As mochilas fazem parte de nosso quotidiano e cada vez mais usadas até mesmo por adultos que, com o advento dos notebooks, todos passaram a usa essas malas ou mochilas e as mais usadas são aquelas dependuradas nas costas.

Você já imaginou se não tomar certos cuidados, você pode comprometer sua coluna vertebral para sempre!

E as crianças e adolescentes?

Qual o tamanho, qual o tipo, qual o peso máximo que podemos carregar ou deixar nossos filhos carregarem?

Por isso, pedimos ao nosso Engenheiro e Ergonomista, Osny Telles Orselli que nos fornecesse algumas DICAS a esse respeito…

Engenheiro Osny, as mochilas são perigosas para as crianças? E para adultos?

Aqui vai a resposta:

As mochilas não são um perigo mas podem se tornar um fator de risco caso não se tome determinadas precauções.

Como sempre falamos, o risco depende de vários fatores.

As mochilas não são perigosas dependendo de como são usadas.

Um dos fatores de risco é a frequência: Qual a frequência que seu filho usa essa mochila? Uma vez por dia? Toda hora, só quando vai para aula? 

Um fator importantíssimo é qual o peso dessa mochila e ainda mais, de que forma ele carrega essa mochila?

Na realidade, o problema é muito mais sério do que se imagina. Com peso errado, a criança ou o adolescente vai estar projetando o tronco para frente ou forçando o abdômen ainda mais para frente. Isso vai trazer problema sério para a coluna, com alterações fisiológicas na curvatura. Isso vai ser prejudicial, principalmente, em uma criança em fase de crescimento e essas patologias adquiridas, na maioria das vezes são irreversíveis e extremamente debilitantes

Mais uma vez o grande vilão são nossas crianças e adolescentes que as usam todos os dias. E elas costumam carregar muito mais objetos do que precisam. 

As mochilas de rodas ou rodízios são as melhores, pois a maior parte da carga ( e não 100 % ), do peso é suportado pelo piso. 

Mas a moda está nas mochilas de costas. 

Fizemos uma pesquisa para verificar se as etiquetas possuiam um aviso, um alerta sobre o peso máximo que uma pessoa ou criança pode suportar a fim de não gerar riscos para sua coluna e verificamos que não as etiquetas não tinham qualquer alerta. 

Alguns fabricantes informam a capacidade, isto é o volume que a mochila suporta.
Com isso, percebemos que o assunto ERGONOMIA, ainda é muito incipiente em nosso meio e cabe a nós, trazer mais informações a respeito.

Vão aqui algumas DICAS:

As mochilas de costas devem ter alças largas e acolchoadas, colocadas sobre os ombros simetricamente, com os objetos mais pesados colocados mais perto da coluna vertebral. 

Se a mochiIa tiver compartimentos, os itens mais pesados na parte superior. 

Imprescindível ter alças ajustáveis. 

Jamais use a mochila apenas sobre um ombro.

Não deixe a mochila em posição muita baixa

O peso da mochila recomendável é de 5% a 10 % do peso para crianças. 

Nunca carregue mais do que 15% do seu próprio peso.

Para mochilas de rodinhas, necessário ter uma haste ajustável para que a mesma seja alta a fim de permitir uma boa postura ao puxa-la.

Mantenha boas posturas e movimente a mochila com cuidado ao colocar ou soltar das costas. 

Faça exercícios para fortalecer os músculos da região lombar.

No caso de mochilas de muita tralha de acampamento, a foto abaixo dá uma boa dica. 

E, ainda para os pais, alertamos que é muito comum carregar crianças esse é um tesouro que, também precisa ser muito bem carregado!

Osny Telles Orselli

Assessoria de comunicação, imprensa e divulgação

               

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *