Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase - ÚLTIMAS NOTÍCIAS


Seminário, cursos e eventos




gestão / prevenção / conservação / manutenção









Histórias e Gente de Valor

Reflexões

20/10/2010 - Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase - ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Por enviado por dra Célia Wada

Alterar tamanho da fonte: A+ | a-











Saúde esclarece sobre “super bactéria”



A Secretaria da Saúde divulga nota técnica sobre a bactéria Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase (KPC) resistente a antibióticos aqui no Estado De acordo com a diretora técnica do Hospital de Doenças Tropicais Dr. Anuar Auad (HDT), Mônica Ribeiro Costa e a presidente da Comissão de Controle Infecção Hospitalar, Luciana Leite Pineli não existem relatos confirmados de KPC nas unidades estaduais

Saúde esclarece sobre “super bactéria”


NOTA TÉCNICA

O que é uma bactéria KPC?
É uma bactéria que produz uma enzima conhecida como carbapenemase que confere à bactéria a capacidade de resistência aos antibióticos Carbapenêmicos tais como Imipenem, Meropenem e Ertapenem, que são antibióticos de amplo espectro utilizados principalmente em ambiente hospitalar

Quais são as bactérias produtoras de KPC?
Além da Klebsiella pneumoniae (que foi primeiramente descrita), a KPC ela tem sido relacionada às bactérias Klebsiella oxytoca, Enterobacter spp, E.coli, Salmonella, Serratia spp e Pseudomonas aeruginosa isoladas normalmente em pacientes hospitalizados.

Somente as bactérias KPC são resistentes aos antibióticos?
Não. Existem várias bactérias e várias formas delas se tornarem resistentes, a produção de KPC é apenas uma delas.

O que favorece o aparecimento de bactérias resistentes como as bactérias KPC?
O surgimento de bactérias resistentes (não somente produtoras de KPC) aos antibióticos tem sido relacionado a múltiplos fatores sendo que o uso indiscriminado dos antibióticos é um dos mais importantes. Essa tem sido uma realidade dentro, mas também fora dos hospitais, uma vez que já são detectadas bactérias multirresistentes em infecções adquiridas na comunidade (por outros mecanismos que não KPC). Assim o uso de antibióticos somente com prescrição médica, e nos hospitais, o controle dos antibióticos pelas CCIHs são medidas vitais para o controle da emergência destas bactérias.

As bactérias KPC estão disseminadas no Brasil e no mundo?
Elas foram descritas inicialmente nos EUA, em 2001, e desde então vários países da Europa, Ásia e América do Sul incluindo o Brasil já relataram casos. Estas são bactérias em geral associadas com as Infecções relacionadas à Assistência à Saúde (conhecidas anteriormente como “infecções hospitalares”).

As bactérias KPC existem no estado de Goiás?
Até o momento não existem relatos de confirmação de casos de KPC nas unidades do Estado. Caso haja alguma suspeita, será realizada a investigação.


Quais as medidas para evitar a disseminação das bactérias possivelmente produtoras de KPC nos hospitais?
A identificação precoce dos indivíduos infectados pela bactéria por meio das técnicas apropriadas de microbiologia e adoção de medidas de prevenção e controle como isolamento dos casos, reforço das atividades de higienização de ambiente, materiais e equipamentos, higienização das mãos dos profissionais de saúde e uso das boas práticas para realização dos procedimentos médicos hospitalares. Além disso, o tratamento adequado dos casos com antibióticos especiais deve ser garantido pelos gestores de saúde. Estas medidas devem ser orientadas pelas CCIHs dos hospitais cuja obrigatoriedade de existência está amparada pela Portaria 2616/1998 do Ministério Saúde.


Dra. Luciana Leite Pineli Simões
Presidente CCIH/HDT
 
Dra. Mônica Ribeiro Costa
Diretora Técnica HDT/HAA

http://www.noticiasdegoias.go.gov.br/index.php?idMateria=88959



Últimas Notícias da categoria Saúde:

Ipasgo reforça convite para programação de aniversário
Congresso aborda interdisciplinaridade no SUS
Hoje tem Seminário de Saúde Pública Veterinária
Saúde esclarece sobre “super bactéria”
Comente este artigo:
* Nome:
E-mail:
Publicar E-mail:Sim   Nao   
* Comentário:
O que está escrito na imagem ?
 
marlei - 06/11/2012 07:03
meu nenem tem esta bacteria quando ele estava com 54 dias teve que sre enternado por 7 dias tomando medicamento na veia agora q esta em casa tem que faser uso continuo de antibiotico por tempo indeterminado agora com 5 meses a bacteria atacou de novo fiquei muito triste por que existe tanta bacteria
LUCIA - 20/02/2012 11:29
TENHO UM AMIGOQUE HA 40AANOS VEM SOFRENDO ,ESTE TIPO DE INFECÇÃO ,E AGORA EM SEU ÚLTIMO ESTADO APRECEU ESTA BACET´RIA ISSO ,PODE CAUSAR AMORTE ,ISSO TEM CURA DEFINITIVA ,PODE SER O AMBIENTE QUE ELVIVE ,?GOSTARIADE OBTER RESPOSATA ,AGRADEÇO LUCIA PRADO
soraia - 10/08/2011 19:48
soraiasatiro@hotmail.com
Após 3 intervenções cirúrgicas foi diagnósticado KPC na urocultura.Fui tratada com Imipenem(resistente à bactéria)Agora estou usando Garamicina 1g por 14 dias,espero que dê certo,pois foi o único antibiótico que deu senssível.Os médicos devem ler mais sobre o assunto para medicar o paciente corretamente e não ficar testando vários. SORAYA - QUAL FOI O RESULTADO DO ANTIBIOGRAMA? SEMPRE DIZEMSO, DAR ANTIBIÓTICO AO PACIENTE SEM RESULTADO DO ANTIBIOGRAMA É O MESMO QUE DAR TIRO NO ESCURO... ESPERO QUE TENHA FEITO A CULTURA E O ANTIBIOGRAMA ANTES DE TOMAR ESSE ANTIBIÓTICO BOA SORTE! CÉLIA WADA
Roberto - 25/11/2010 08:40
robertocarneirolima@hotmail.com
Cuidados com super bactéria kpc

Notícias

Copyright © 2014 CMQV - Câmara Multidisciplinar de Qualidade de Vida. Todos os direitos reservados.
Website desenvolvido com tecnologia Super Modular