24 de Outubro – Dia mundial do combate a Pólio

O Rotary Club São José dos Campos Sul se une a CMQV que atua contínuamente em programas para a conscientização da importância da vacina contra o vírus da Pólio auxiliando nessa grande meta Rotaria. Erradicação da Pólio.

Sem entrar em méritos de eficacia e eficiência de vacinas de forma geral (tudo depende, principalmente o agente e o risco a vida), esclarecemos que a vacina contra o vírus da Pólio é a única forma possível de proteção contra a doença.

A Poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas doentes e provocar ou não paralisia. Nos casos graves, em que acontecem as paralisias musculares, onde, geralmente, os membros inferiores são os mais atingidos.

A doença permanece endêmica em três países: Afeganistão, Nigéria e Paquistão, com registro de 12 casos. Nenhum confirmado nas Américas. Como resultado da intensificação da vacinação, no Brasil não há circulação positivada de poliovírus selvagem (da poliomielite) desde 1990.

Chama-se a atenção para o risco de importação de casos de países onde ainda há circulação endêmica do poliovírus selvagem (Paquistão, Nigéria e Afeganistão). Com isso, reforça-se a necessidade de manter ações permanentes e efetivas de vigilância da doença e níveis adequados de proteção imunológica da população.

A Pólio é uma doença agressiva, mutilante e algumas vezes fatal, que pode ser evitada e que está prestes a ser eliminada do nosso meio. Estamos em uma das fases mais importantes onde um descuido pode vir a se perder todo esse magnífico trabalho e esforço.

“A mensagem aos líderes governamentais é clara: apoiem a última etapa para a erradicação da pólio agora que estamos tão perto de alcançar este objetivo, ou encarem as possíveis consequências de uma nova epidemia generalizada da pólio, que poderia vitimar milhões de crianças no período de uma década.”

O que a maioria das pessoas não sabem é que essa erradicação está sendo feita pelo Rotary

As raízes da iniciativa de erradicação da pólio do Rotary 

Em 29 de setembro de 1979, voluntários deram as gotas da vacina oral antipólio a crianças no bairro de Manila, em Guadalupe Viejo, durante um evento que contou com a participação de rotarianos e representantes do Ministério da Saúde das Filipinas.

Quando James Bomar Jr., então presidente do RI, pingou as primeiras gotas da vacina na boca de uma criança, ele lançou a iniciativa de vacinação contra a poliomielite nas Filipinas. Foi assim que começou o primeiro projeto financiado com Subsídio 3-H. 

Bomar e o ministro da saúde das Filipinas, Enrique Garci, haviam assinado anteriormente um acordo por meio do qual o Rotary International e o governo filipino se comprometeram a vacinar cerca de 6 milhões de crianças contra a pólio. A iniciativa se estenderia por vários anos e custaria cerca de US$760 mil.

Em uma entrevista dada em 1993, Bomar lembrou que, durante a viagem, o irmão de uma das crianças que ele havia vacinado puxou a perna da sua calça para chamar sua atenção e disse: “Muito obrigado, Rotary”.

O sucesso do projeto levou o Rotary a tornar a erradicação da pólio uma prioridade. O Rotary lançou a campanha Pólio Plus em 1985 e foi membro fundador da Iniciativa Global de Erradicação da Pólio em 1988. Graças à dedicação e trabalho do Rotary e dos nossos parceiros, mais de 2,5 bilhões de crianças receberam a vacina oral contra a pólio.

Desde 1988, foi registrada uma redução de 99,9% nos casos de pólio em todo o mundo. Há mais de dois anos, casos do vírus selvagem da pólio só foram registrados em dois países: Afeganistão e Paquistão.

Enquanto houver um micro foco do Poliovirus, o risco é imenso!

A fase final precisa ser concluída e para isso é importante que toda a população esteva protegida.

Necessitamos intensificar a vacinação. Só assim asseguraremos a erradicação…

O Rotary usa as habilidades e a paixão de seus membros para conscientizar, captar recursos e incentivar os governos a doarem e apoiarem os esforços de erradicação da pólio. 

Mais de um milhão de rotarianos dedicaram seu tempo e recursos para ajudar a acabar com a pólio.

A Fundação Bill & Melinda Gates é a maior fonte privada de financiamento para o GPEI. 

Para cada US $ 1 doado ao End Polio Now, até US $ 50 milhões por ano, ele dá US $ 2 para a erradicação da pólio. 

Ele fornece suporte técnico e investe em pesquisa para melhorar as vacinas contra a pólio, a vigilância e a resposta a surtos.

O CDC emprega epidemiologistas, especialistas em saúde pública e cientistas para investigar surtos de pólio, identificar a cepa do poliovírus envolvido e identificar sua origem geográfica.

Ao trabalhar em conjunto com parceiros, governos e comunidades em todo o mundo, o Rotary imunizou mais de 2,5 bilhões de crianças em 122 países.

Conheça a atuação do Rotary nessa frente. Conheça esse trabalho magnífico 

Conheça o Rotary 

Conheça a Fundação Rotária

FAÇA UMA DOAÇÃO  

Fale conosco, sempre existe um clube perto que você que vai te receber de braços abertos.

É gratificante pertencer a esta grande família.

“dar de si antes de pensar em si” é o lema do Rotary!

Fale com seus amigos…….vamos vacinar!!!!!!!!

Célia Wada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.