I CICLO DE DEBATES SAÚDE SEM DANO – PROJETO HOSPITAIS SAUDÁVEIS

I CICLO DE DEBATES SAÚDE SEM DANO – PROJETO HOSPITAIS SAUDÁVEIS

“Assistência à Saúde Livre de Mercúrio”

As organizações não governamentais Projeto Hospitais Saudáveis – PHS e Saúde Sem Dano – SSD em parceria com o Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear – CDTN, cumprindo suas funções de promover o debate, o aprimoramento profissional e institucional e o crescimento técnico-científico, têm a satisfação de convidá-lo(a) a participar deste evento.

Data e Horário
03/08/2011, quarta-feira, de 8 às 18 horas.

Local

Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear – CDTN.

Auditório Francisco de Assis Magalhães Gomes.
Campus da UFMG – Bairro Pampulha (Rua Mário Werneck, s/n). Belo Horizonte/MG.

Sobre o evento

O mercúrio é um metal pesado altamente tóxico, persistente no meio ambiente, capaz de se disseminar globalmente por diversas vias de contaminação.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está desenvolvendo uma Iniciativa Global que tem como objetivo atingir a eliminação de dispositivos à base de mercúrio e a sua substituição por alternativas precisas e economicamente viáveis. Esta iniciativa se baseia em uma política que a OMS iniciou em 2005, através da qual orienta países e serviços de saúde a substituir dispositivos médicos que contenham mercúrio (termômetros e esfigmomanômetros) por alternativas mais seguras sob o ponto de vista ocupacional (sobretudo devido à exposição do trabalhador durante a manutenção dos dispositivos) e ambiental (relativo ao descarte inadequado dos dispositivos contendo Hg).

No momento, um grupo significativo de países, incluindo o Brasil, participa do Comitê Intergovernamental de Negociação (INC, na sigla em Inglês), promovido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Nesse comitê se negocia soluções para a contaminação de mercúrio a nível global e se busca que cada país participante se comprometa com uma legislação nacional sobre mercúrio. Nesse contexto, caberá ao setor saúde brasileiro fazer sua parte.

O I Ciclo de Debates Saúde Sem Dano – Projeto Hospitais Saudáveis “ASSISTÊNCIA À SAÚDE LIVRE DE MERCÚRIO” faz parte de um esforço entre as instituições parceiras que visa sensibilizar e preparar o setor saúde para responder ao desafio global de banimento dessa substância em todos os campos em que ainda é utilizada.

Objetivo do evento

Promover a assistência à saúde sem mercúrio no Brasil. Para isso, almeja-se, com o evento: contribuir para aumentar a consciência dos profissionais do setor saúde sobre os perigos relacionados à exposição ao mercúrio e ao metilmercúrio, tanto em seus ambientes de trabalho, quanto a nível local e global; discutir os problemas operacionais da substituição do mercúrio, fornecendo informações sobre alternativas e capacitando os trabalhadores e gestores para a substituição; mobilizar as organizações de saúde para que conduzam a substituição dos dispositivos e produtos que contém mercúrio por alternativas confiáveis e acessíveis; e divulgar e debater experiências bem sucedidas de substituição destes dispositivos em serviços de saúde.

Estrutura do evento

Na parte da manhã ocorrerão as palestras de apresentação do problema e sensibilização dos participantes. Serão abordados temas como o perigo do mercúrio no meio ambiente e danos que podem causar à saúde das pessoas, sobretudo quando os resíduos deste elemento não são segregados e acondicionados corretamente e têm destinação incorreta, como em lixões, incineradores ou outros meios que favoreçam a sua disseminação nos compartimentos ar, água e solo). Há também a apresentação do trabalho desenvolvido pela organização não governamental Saúde Sem Dano junto à Organização Mundial a Saúde – OMS, além do trabalho desenvolvido no INMETRO de teste e aferição dos dispositivos sem mercúrio da área da saúde, a fim de validar tais equipamentos e aumentar a aceitação pelos usuários.

A parte da tarde está reservada para a apresentação de iniciativas de serviços de saúde da rede estadual e privada de Minas Gerais (FHEMIG, HEMOMINAS, Hospital Mater Dei) e dificuldades encontradas por eles na erradicação dos dispositivos que contém mercúrio na instituição e na destinação dos resíduos. Depois, serão apresentadas opções corretas de destinação dos dispositivos com Hg e um Guia ensinando como fazer, passo-a-passo, a substituição dos dispositivos com Hg por outros isentos desse elemento.

Para concluir, será feita uma mesa redonda com representantes da ANVISA/MS, do Ministério do Meio Ambiente e dos órgão estadual do meio ambiente (FEAM) e da saúde (SES/MG), visando conhecer as possibilidades, os obstáculos e desafios de elaborar legislações visando o banimento dos dispositivos que contém mercúrio utilizados pelo setor saúde.

Público-alvo

Profissionais do setor de assistência à saúde e de vigilância sanitária, laboratórios, gestores públicos, legisladores, organizações ambientalistas, pesquisadores, acadêmicos e demais profissionais com interesse no assunto.

Programa

Manhã
08:00 – Recepção e entrega de material. Inscrições caso ainda haja disponibilidade de vagas.
09:00 – Abertura com os representantes das entidades promotoras.
09:15 – CDTN e Mercúrio. Noil Amorim de Menezes Cussiol – Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear (CDTN/CNEN).
09:30 – Palestra 1: Efeitos do Mercúrio na Saúde. Gilmar da Cunha Trivelato – FUNDACENTRO/MG.
10:00 – Palestra 2: Atuação do SSD no Mundo: Parcerias e Iniciativas Internacionais – Verónica Odriozola – Coordenadora para América Latina do Saúde Sem Dano.

10:30 – Café com prosa.

11:00 – Palestra 3: Controle Metrológico Legal dos Instrumentos de Medição sem Mercúrio na Área da Saúde. Ronaldo Nunes de Azeredo – Divisão de Instrumentos de Medição no Âmbito da Saúde e Meio Ambiente do INMETRO.
11:30 – Palestra 4: Eliminação do mercúrio nos hospitais: gerenciando o processo de transição para tecnologias seguras. Vital de Oliveira Ribeiro Filho – Divisão de Meio Ambiente do Centro de Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo (CVS-SP) e Projeto Hospitais Saudáveis (PHS/SSD).
12:00 – Mesa de debate e fechamento da parte da manhã. Coordenação: Vital de Oliveira Ribeiro Filho.

13:00 – Almoço.

Tarde

14:30 – Apresentação de Experiência: Implementação e viabilidade econômica da substituição dos aparelhos com mercúrio em um hospital privado. Marina Fonseca Lage –  Hospital Mater Dei.
14:45 – Apresentação de Experiência: Implementação e viabilidade econômica da substituição dos aparelhos com mercúrio na Rede FHEMIG. José Luiz Fellet – Núcleo de Gestão Ambiental da Rede da Fundação dos Hospitais do Estado de Minas Gerais.
15:00 – Apresentação de Experiência: Implementação e viabilidade econômica da substituição dos aparelhos com mercúrio na Fundação HEMOMINAS. Lorena Prezzotti Rodrigues – Comissão de Resíduos da Fundação HEMOMINAS.
15:15 – Palestra 5: Apresentação do Guia para a Eliminação do Mercúrio em Estabelecimentos de Saúde. Irene Haddad. Hospital Federal dos Servidores do Estado, Rio de Janeiro.

15:45 – Café com prosa.

16:15 – Palestra 6: Alternativas de substituição e descarte de equipamentos contendo mercúrio em Minas Gerais. Noil Amorim de Menezes Cussiol – Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear (CDTN/CNEN) e Projeto Hospitais Saudáveis (PHS/SSD).
16:45 – Mesa redonda: Legislação sobre Resíduos com Mercúrio – possibilidades, obstáculos e desafios. Participantes: Zilda Veloso (MMA), José Cláudio Junqueira Ribeiro (FEAM) e Maria Goretti Martins Melo (SES/MG). Coordenação: Vital de Oliveira Ribeiro Filho.

18:00 – Encerramento.

Inscrições

Inscrições gratuitas. As solicitações de inscrição deverão ser feitas a partir de 30/06/2011, exclusivamente mediante cadastro prévio no site: http://www.hospitaissaudaveis.org  ou https://spreadsheets.google.com/spreadsheet/viewform?hl=pt_BR&formkey=dDBrOG5GN3hGOFlObDl5THVXcnZxcEE6MQ&ifq . Solicitamos informar em caso de desistência (pinhomg@cdtn.br).

Acesso e estacionamento

O CDTN/CNEN fica na Rua Mário Werneck s/n, localizada no Campus da UFMG, no Bairro Pampulha. Há estacionamento livre para os que vierem de carro. Conheça o mapa de acesso no site.

Acesso por ônibus que transita dentro do Campus da UFMG – Pampulha
·      5102: Santo Antônio/UFMG (parada mais próxima do CDTN, no prédio da Física/UFMG)
·      9502: Esplanada/São Francisco, via UFMG (ponto final em frente ao CDTN)

Acesso por carro – Seguir as placas indicativas “CDTN/CNEN”
·      Entrada pela Reitoria: Avenida Presidente Antônio Carlos, 6627.
·      Entrada pela Usiminas: Avenida Presidente Carlos Luz, portão da UFMG em frente da Usiminas.
·      Entrada pelo Colégio Militar: entrar no primeiro portão a direita após passar o Colégio Militar.
·      Entrada pela Avenida Antônio Abraão Caram.

Alimentação

Café da manhã e da tarde serão oferecidos gratuitamente aos participantes. Haverá almoço disponível no restaurante do CDTN, cobrado diretamente dos participantes.

Hospedagem
As despesas de hospedagem e transporte correrão por conta dos interessados. Para a sua comodidade, relacionamos alguns hotéis na cidade, cuja lista está disponível no site.

Mais informações

Dúvidas sobre o evento podem ser encaminhadas pelo e-mail cussiol@cdtn.br ou ainda pelo telefone (31)3069-3228 ou (31)3069-3257, com Noil ou Graça.

Realização e Organização:
Projeto Hospitais
Saudáveis

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.