LIVRO PROPÕE AÇÕES PREVENTIVAS PARA LESÕES POR ESFORÇO REPETITIVO

Professora de Educação Física lança guia de saúde com Exercícios preventivos bem simples, que podem ser feitos no ambiente de trabalho, em casa ou durante viagens

Passar horas na mesma posição ou executando movimentos repetitivos pode causar problemas graves e, algumas vezes, irreparáveis para a saúde. Quem não sabe o que pode fazer para se prevenir, corre o risco de, a qualquer momento, ter uma trombose ou sofrer com as temidas Lesões por Esforços Repetitivos (LER), as doenças mais comuns dos tempos modernos. Várias dicas preciosas para se evitar esses males estão reunidos no livro Exercícios no Trabalho (Ed. Soler, 96 págs, R$ 14,90), da professora de educação física Juliana Schulze Burti.

O guia de bolso é essencial para quem vai fazer longas viagens, dirige horas a fio ou trabalha com computadores – ou seja, é um manual que todas as pessoas podem precisar ler, um dia. Além de ensinar, passo a passo, com ilustrações detalhadas, vários exercícios que podem ser realizados a qualquer instante ou local, o livro traz dicas importantes para transformar essas atividades preventivas em momentos muito prazerosos.

Os exercícios realizados no ambiente de trabalho já são uma prática comum em várias empresas e ganharam até mesmo um nome especial: eles são chamados de ginástica laboral. Essas atividades, ao serem adotadas por empregadores e funcionários, provocam, normalmente, o aumento da produtividade da organização e são responsáveis pela redução gradativa de acidentes de trabalho e de faltas provocadas por motivos de saúde. Esse é, portanto, o manual ideal para ser distribuído pelas grandes empresas e ser transformado na pequena academia de ginástica que todos os funcionários podem ter ao alcance da mão.

Calcula-se que, atualmente, cerca de 70% do conjunto das doenças profissionais registradas no Brasil sejam causadas por esforços repetitivos. As patologias mais freqüentes são: a tendinite, a tenossinovite, a Síndrome de DeQuervain e a Síndrome do Túnel do Carpo. As Tromboses Venosas Profundas (TVP) acometem normalmente pessoas que ficam sentadas por muito tempo, em viagens prolongadas, sem se exercitar. No Brasil, ocorrem cerca de 170 mil casos por ano. Muitas vezes, essas ocorrências são letais. Nos Estados Unidos, essa as TVPs matam cerca de 50 mil pessoas, por ano.

Sobre a autora

Juliana Schulze Burti é professora de Educação Física há 10 anos, formada pela Faculdades Metropolitanas Unidas de São Paulo. Em 1999, concluiu o curso de especialização em Fisiologia do Exercício, pela Escola Paulista de Medicina. Escreve uma coluna especializada para o site www.toquefeminino.com.br. Com o objetivo de ampliar conhecimentos em biomecânica, avaliação clínica e recursos terapêuticos, ela ingressou, recentemente, no curso de Fisioterapia da USP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *