Vacina falsa contra COVID10 mobiliza a ANVISA
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Vacina falsa contra COVID10 mobiliza a ANVISA

Suposta comercialização de vacina falsificada contra Covid-19 – No momento, nenhuma vacina contra a Covid-19 foi autorizada para ser comercializada e utilizada pela população brasileira.

POR MARCELO DE VALÉCIO. POSTADO EM ASSUNTOS REGULATÓRIOS

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) encaminhou à Polícia Federal denúncia de vacina falsa contra a Covid-19 sendo oferecida em Niterói (RJ). Na quinta-feira (8/10), a PF cumpriu mandado de busca e apreensão em uma empresa que anunciava a comercialização de lotes do produto, informou a CNN Brasil.

Segundo a polícia, a firma anunciava a comercialização de lotes da vacina supostamente produzida pela Universidade de Oxford em parceria com a Astrazeneca. A denúncia foi apresentada no dia 25, quando foi avaliada pelo órgão regulador e encaminhada à PF, informou a agência em nota, conforme o Valor Econômico.

No comunicado, a Anvisa alerta que não há, no momento, nenhuma vacina contra a Covid-19 autorizada a ser comercializada e usada pela população. A Agência negou que tenha tomado conhecimento de outros anúncios da vacina pelo País. “Foi a primeira vez, espero que seja a última, porque isso é abusar da fé pública”, afirmou à CNN o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres.

A Anvisa recebeu a denúncia sobre a suposta comercialização irregular da vacina contra a Covid-19 por meio de seus canais oficiais, indicando que estaria sendo disponibilizada por uma empresa localizada em Niterói/RJ a vacina de Oxford contra a Covid-19. A denúncia foi apresentada no último dia 25 de setembro e no mesmo dia houve avaliação e encaminhamento formal para a Direção Geral da Polícia Federal.

A Anvisa alerta:

  • NÃO há, no momento, nenhuma vacina contra a Covid-19 autorizada para ser comercializada e utilizada pela população brasileira.
  • Até que seja autorizado pelo Anvisa, o cidadão NÃO deve comprar e utilizar qualquer vacina que tenha alegação de prevenir a Covid-19.

Existem no Brasil vacinas contra a Covid-19, exclusivamente para uso em estudos clínicos. Não há permissão para comercialização e distribuição dessas vacinas.

matéria na íntegra – ANVISA

A Anvisa possui vários canais de comunicação direta com as empresas e com a população que permitem o encaminhamento de denúncias sobre os mais variados tipos de suspeitas e infrações sanitárias, sendo esta uma das atividades de rotina da área de inspeção da Agência.

Existem equipes responsáveis pela avaliação dessas denúncias e pelo levantamento de evidências das supostas irregularidades ocorridas. Após as investigações iniciais podem ser tomadas medidas de caráter preventivo para proteger a saúde da população, bem como podem ser realizadas ações de fiscalização in loco ou requisição de apoio de autoridades policiais quando há suspeição de ocorrência de crimes, como é o caso dessa vacina.

O caso demonstra a seriedade com que a Anvisa encara as denúncias recebidas, bem como a rapidez da atuação e o comprometimento de sua equipe técnica com a segurança da população.

Quais são os canais de comunicação que permitem aos cidadãos encaminharem denúncias à Anvisa?

O portal da Anvisa agora se encontra disponível no endereço eletrônico https://gov.br/anvisa, onde é possível verificar o link de acesso à Ouvidoria da Anvisa, estando disponível também o atendimento por meio do telefone 0800 642 9782.

Quer saber as notícias da Anvisa em primeira mão? Siga-nos no Twitter @anvisa_oficial, Facebook@AnvisaOficial, Instagram @anvisaoficial e YouTube @anvisaoficial      

Saúde e Vigilância Sanitária
Encaminhado pela farmacêutica – Dra. Célia Wada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!