Conheça as diferenças entre os EVENTOS: palestra, curso, workshop, simpósio, seminário, congresso, etc…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp

Conheça as diferenças entre os EVENTOS: palestra, curso, workshop, simpósio, seminário, congresso, etc…

Vivemos em um tempo onde temos uma infinidade de eventos: sociais, informativos, técnicos e/ou científicos aos quais os convidados participam para se confraternizarem, para aprender sobre um assunto ou atualizar-se sobre determinado tema.

Entretanto, é importante conhecer as diferenças entre as várias modalidades de eventos.

Geralmente dividimos em eventos sociais e eventos acadêmicos (ou técnicos)

Hoje, pode-se observar uma despreocupação, ou uma falta de conhecimento, por parte daqueles que promovem eventos, em classificar o evento na categoria correta.

Os organizadores devem, sobretudo, pensar nos profissionais que se deslocam e pagam para participar desses eventos e, muitas vezes, saem frustrados. Da mesma forma, ao conhecer as características de cada evento, é possível tomar a decisão de inscrever-se, ou não, em determinado evento, com base em suas necessidades.

Apresentaremos aqui, de forma simples, as formatações de cada “EVENTO

Palestra: Tem o objetivo de apresentar de forma sucinta alguma novidade, por isso possui curta duração. Pode-se dizer que a palestra é como a capa de um jornal: tem-se acesso apenas às manchetes.

Curso: Consiste no detalhamento de determinado assunto ou conjunto de temas com o foco de “treinar” ou “ensinar a fazer”. É composto de exposições de pessoas normalmente com formação acadêmica que procuram passar seu conhecimento aos participantes. O foco está mais na teoria que na prática, porém não a exclui. Cada curso tem um nível específico para conhecimentos determinados do assunto por exemplo  cursos de especialização, cujo objetivo é o aperfeiçoamento daqueles que já dominam o assunto. Curso de pós graduação onde o objetivo é ampliar um  conhecimento existente. Curso de mestrado e doutorado onde a meta é ampliar e aprofundar conhecimentos pés existente, entre outros.

Treinamento: Consiste em dar um reforço para um profissional com formação específica para uma determinada atividade ou ação a ser realizada. Bastante semelhante à modalidade “curso” porém, geralmente, com a finalidade mais restrita, objetiva e de menor duração. Salvo treinamentos de grandes bases onde os  profissionais podem ficar até anos em longos “treinamentos”. No treinamento, o profissional já tema capacitação para ação, sendo lhe fornecido maior habilitação para exercer ou executar essa função.

Workshop: Normalmente, tem o caráter de treinamento ou, como o nome mesmo sugere, é a apresentação de determinados temas, produtos serviços, etc. Seu objetivo consiste desde em aprofundar a discussão sobre temas específicos e, para isso, apresenta casos práticos, como demonstrar cases, materiais e mesmo serviços. O público participa intensamente. Um dos objetivos pode ser detalhar, aprofundar um determinado assunto de maneira mais prática. Normalmente possui um moderador e um ou dois expositores. A dinâmica da sessão divide-se em três momentos: exposição, discussão em grupos ou equipe e conclusão.

Mesa-redonda: É uma reunião do tipo clássica, preparada e conduzida por um coordenador, que funciona como elemento moderador, orientando a discussão para que ela se mantenha sempre em torno do tema principal. Os expositores têm um tempo limitado para apresentar suas ideias e para o debate posterior. Normalmente, a mesa-redonda está inserida em eventos mais abrangentes. É utilizada quando o assunto ainda não está consolidado e suscita discussões.

Simpósio: Reunião para a discussão de um determinado tema (uma nova técnica, por exemplo). Aqui não são apresentadas as conclusões de uma pesquisa, mas sim impressões sobre um determinado assunto que é colocado em debate. Vários oradores debatem o tema na mesa, muitas vezes com a participação do auditório. A diferença fundamental entre o simpósio e a mesa-redonda é que no simpósio os expositores não debatem entre si os temas apresentados.

Seminário: Reunião na qual “semeiam-se” ideias. O objetivo é suscitar o debate sobre determinados temas, até então pouco estudados. Caracteriza-se pela exposição de um orador seguida de debate com o auditório. A dinâmica do seminário divide-se em três momentos: a fase de exposição, a de discussão e a de conclusão. Trata-se de um produto informativo mais focado, porém parcial. A informação tem normalmente uma única fonte – o orador ou expositor – e, por consequência, pode apresentar certo viés. Usualmente, o orador é um guru ou expert no assunto que está sendo exposto.

Congresso: Reunião de especialistas em determinada área do conhecimento (Ergonomia, por exemplo) para a apresentação de pesquisas e estudos científicos. Geralmente de manhã e/ou à noite são realizadas conferências com professores convidados e à tarde há apresentações (na forma oral ou em pôsteres) de comunicações inscritas previamente pelos participantes (resumos) e aprovadas pela comissão organizadora do evento.

Feira: Reunião de empresas e prestadores de serviços que vão apresentar seus produtos e seus serviços para públicos específicos. As variedades de temas para feiras são incontáveis. Temos feiras técnicas, feiras de novidades, feiras de atrações, feiras de arte, feiras de noivas, feiras de automóveis, feiras PET, feiras de alimentação  entre  milhares de outros temas.

Exposição: Como o próprio nome diz, a exposição tem a finalidade de apresentar de forma objetiva um determinado produto ou artigo. A”exposição” é mais restrita do que a “Feira” em termos de diversidade de modalidade de participantes, muitas vezes podendo ter o mesmo objetivo exemplo: Exposição de Arte e Feria de Arte. Geralmente, a “exposição” tem um cunho mais restrito porém seus objetivos são bastante semelhantes sendo moldados, apenas pelo interesse dos expositores.

Vernissage: é um evento cultural que organiza pintores, escultores e fotógrafos. Podemos definir como um encontro prévio à inauguração de uma mostra de arte. A vernissage  pode ser individual ou coletiva. A finalidade é que os presentes conheçam as obras do artista e a divulguem.

Festiva: São eventos criados onde os participantes se encontram com a finalidade de comemorar determinadas datas, acontecimentos, homenagens ou simples confraternizações.

Show: Concerto ou espetáculo que pode ser apresentado no teatro, na televisão, via internet, ao ar livre, no rádio etc. Tipo de programa de entretenimento e popular em que um ou vários artistas se apresentam e, algumas vezes, interagem com o público.

 

Resumindo: Tudo é EVENTO e, para nós, EVENTO  –  é tudo aquilo que ACONTECE!

Diga sua necessidade e montamos seu “EVENTO

EQUIPE CMQV

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *